quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Conversa de Contracapa # 01

Conversa de Contracapa é coluna off topic do blog Além da Contracapa. Sem limitação temática, iremos explorar todo e qualquer assunto relacionado ao mundo da literatura. 

Algo que sempre tive vontade de fazer, mas que tinha certo receio, era ler em inglês. A hora chegou quando estive no programa de intercâmbio, pois, estando na Terra da Rainha, me recusei a ler qualquer coisa em português. E, além de entreter, a leitura é uma das melhores formas de aperfeiçoar as habilidades em qualquer idioma. Ou seja, é juntar o útil ao agradável.

A intenção do post é trazer um pouco da minha experiência para aqueles que também desejam ler em inglês. 

A escolha dos primeiros livros que você irá ler em outra língua é fundamental. Seja realista! Não tente pegar um calhamaço como As Crônicas de Gelo e Fogo, por que a possibilidade de você desanimar no meio do caminho é grande. Sugiro que você escolha um livro que não seja muito grande e, sobretudo, com linguagem acessível. Independentemente do seu nível de inglês, não adianta tentar ler um clássico ou algo do gênero logo de cara. Pense: o primeiro livro que você leu em português foi Machado de Assis ou Pedro Bandeira?

É normal não entender todas as palavras. Mas atenção: não interrompa a leitura a todo instante para procurar o significado de determinadas palavras no dicionário. Tente compreender o significado da palavra pelo contexto, mas não gaste muito tempo nisso, pois é possível que torne a leitura enfadonha e maçante. Minha dica é procurar no dicionário apenas as palavras que você não entendeu e que aparecem repetidamente ao longo do texto. Caso contrário, siga a leitura, mesmo sem ter entendido palavra por palavra.

Além disso, acho interessante que você não comece lendo aqueles livros que você tem muita vontade de ler. É fato: você não entenderá tudo nas primeiras leituras e alguns detalhes vão passar batido. Se o livro for de um autor que você gosta muito, talvez não consiga apreciá-lo devidamente por estar fazendo a leitura em inglês. Por isso, escolha um livro que lhe interessa, mas que não está no topo da sua lista. Assim, você evita frustrações.

Tenha em mente que o primeiro livro em outra língua é o mais difícil. Você esbarra em várias palavras que desconhece e demora muito mais tempo para finalizar a leitura. Então não se cobre muito! Vocabulário e velocidade se ganham com a prática. Mas não desista. Você verá que a partir do segundo livro tudo fica mais fácil.

Minha experiência:
O primeiro livro que li em inglês foi Em Chamas, de Suzanne Collins.
Como achei Jogos Vorazes vagamente interessante, o segundo volume da saga me pareceu uma boa opção tanto em virtude do tamanho e da linguagem mais simples, como por não ser um livro que eu estava com muita vontade de ler (se eu não entendesse algo, não me importaria).
Demorei cerca de três semanas para concluir a leitura e, devo confessar, foi uma leitura arrastada. Era bem difícil ler mais do que um capítulo por vez, pois o outro idioma não "soava natural". Porém, este estranhamento todo não ocorreu na minha segunda leitura (A Esperança, último livro da série), sendo que fiz a leitura em uma semana.
Os livros seguintes ficaram cada vez mais fáceis, e hoje já posso dizer que ler em inglês é tão natural quanto ler em português. Lembre-se: a prática leva a perfeição.

Resumindo:
- Cuidado com a escolha do primeiro livro: quanto mais simples melhor.
- Evite o máximo possível o dicionário.
- Não comece por livros que você tenha muita vontade de ler.
- Não se cobre!


Esperamos que vocês tenham gostado da nova coluna.
E se tiverem alguma sugestão de pauta para a próxima Conversa de Contracapa, deixem nos comentários.

17 comentários:

Ana Paula Barreto disse...

Adorei as dicas, são realmente boas.
Quando fui ler meu primeiro livro em inglês, tive a brilhante ideia de ler a biografia do C.S. Lewis. Nada melhor para começar do que um inglês arcaico! rs
Foi terrível e senti que não aproveitei nem metade.
Agora já estou acostumada, mas o negócio é começar de leve mesmo.
bjs
GFC: Ana Paula Barreto

Adriana disse...

Eu sempre quis ler um livro em inglês, mas acredito que meu inglês é muito precário, acho que empacaria no primeiro capítulo, mas vou começar a praticar com textos, ai passo pros contos até pegar um livro inteiro pra ler, eu adorei suas dicas, muito valiosas! Bjão! :)
Adriana

cristiane disse...

Ótima dicas! Mas infelizmente acho que meu inglês ainda não é bom nem pra começar :( Vou tentar ler algum conto, quem sabe um dia chego lá rs.

Gabriela Cerutti Zimmermann disse...

Adorei a nova coluna, tema de estreia e sobretudo as dicas. ^^ Mas sinto que realmente devo melhorar meu inglês antes de me aventurar em uma leitura no idioma. :/

Abraço!
http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

GFC: Gabriela Cerutti Zimmermann

Albarus Andreos disse...

Cara, parabéns por ter escrito esse post, realmente útil! É tão difícil para mim, que pulo de um blog para outro o tempo todo, achar algo realmente original que tive que parar para dar meu comentário aqui. Primeiro, vou tentar seguir seus conselhos, e segundo, gostaria de dizer que não tenho o hábito de ler em outra língua porque, de alguma forma, acho que a língua portuguesa é muito importante para minha leitura. Ler em inglês, por exemplo, é algo tão forçado para mim que nem consigo incluir esse tipo de atividade no mesmo hobby que denomino "leitura", sei lá porquê. Acho que poderia dizer que ler em inglês está mais para "estudar inglês", do que desfrutar de literatura. A minha primeira tentativa, quando menino, foi com um livrinho de fantasmas, muito legal, de que nem me lembro o nome. Foi como você disse: livro fácil, não ficar procurando a toda hora o dicionário e era um livro em que eu não punha muita fé, e no final fiquei muito contente por terminá-lo. Meu erro foi, mais recentemente, ter tentado ler Os Filhos de Húrin, de Tolkien em inglês. Nem consigo dizer como foi frustrante! Muito difícil e perdi realmente uma leitura que iria me dar muito tesão. Bom, é isso. Novamente, parabéns e pode me considerar um novo frequentador de seu blog!

Fran disse...

Eu comecei lendo mangá em inglês, porque nos quadrinhos a predominância é de falas e é muito mais siomples do que ler a descrição de cenários, por exemplo. Depois quando comecei nos livros escolhi Coraline do Neil Gaiman, por ser algo que eu queria ler (e já tinha visto o filme) e por ser infantil. Continuei treinando vendo filmes com legenda em inglês e depois passei pra outros livros mais complicadinhos tipo da Marian Keyes. Mas é questão de hábito, paciência e perseverança hehehehe
GFC- Franciely

Thaynara Koti disse...

Adorei as dicas, sempre quis mas não tinha "coragem".
Em um sebo da minha cidade tem o diario de um banana vol 1 em inglês, como a história é mais simples vou começar por ele.
Beijos

Thaynara
livroscombolinhos.blogspot.com

Vanilda disse...

Achei muito interessante a coluna e as dicas. Eu ainda não leio em inglês, mas sabe que com a sua experiência até me deu vontade? Acredito que como todo aprendizado, tem que começar devagar mesmo e concordo plenamente com você: a prática leva a perfeição, sempre!

GFC: Vanilda Procopio
Comentarista: Vanilda

Lucas Kammer Orsi disse...

Achei bacana as dicas. Uma das metas do ano de 2013 era eu ler livros em inglês, apesar de não ter começado ainda. Para dizer que não li nenhum, faz um bom tempo que li um em infantil, que achei bem interessante, mas já faz um bom tempo.

Uma outra dica que eu vi em outro blog, foi ler livros em inglês aqueles que já leu em português.

Abraço,
Lucas
ondeviveafantasia.blogspot.com.br

Jéssica Soares disse...

Achei bem legal essas dicas! Já me arrisquei a ler algumas coisas em inglês, mas no máximo, o que leio são contos e sinto que já tá chegando a hora de avançar um pouco mais. É como você disse, no começo é sempre complicado, mas o importante é não desistir. Um dia eu chego lá! haha Bjs
Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

MsBrown disse...

Dicas perfeitas, Alê!
Eu comecei a ler peças de teatro do Tennessee Williams em inglês, e depois uma do Edward Albee, e percebi que eu poderia ler textos mais densos. Então meu primeiro romance lido em inglês foi O Retrato de Dorian Gray, e adorei! É claro que não entendi todas as palavras e nem fiquei procurando muito no dicionário, mas a leitura fluiu de qualquer jeito.

cristiane disse...

Nome de comentarista que esqueci: Cristiane

Nardonio disse...

Nunca cheguei a ler um livro em outra língua. Li apenas dois capítulos de uma livro em espanhol para apresentar um seminário. Por serem idiomas um pouco "parecidos", não senti problema algum com a fluência da leitura. Agora quando parte-se para o Inglês, sou uma negação.
Pegando essas dicas que você deu, acho que ler algum livro que você já leu em português, pode ser interessante nesse processo também.

Seguidor: DomDom Almeida
@_Dom_Dom

Rossana Batista disse...

Poxa, fiquei com muita vontade de ler em inglês agoraa!
Na verdade eu até já tentei, mas era toda hora no dicionário, ai isso ficou muito cansativo para mim sabe?
Mas vou tentar de novo!

GFC: Rossana Batista

Roberta Moraes disse...

Eu não sei nadinha de inglês : (
Pretendo entrar em curso esse ano ou ano que vem. Porque se eu pego um livro em inglês pra ler eu não vou entender nada, vou demorar uns 10 a nos pra terminar :/


Seguidora: Roberta Moraes

mandaa disse...

Adorei as dicas *--* Que tudo você já ter feito intercâmbio!! Era/é o meu sonho, mas acho que existem momentos em que preciso desistir de alguns kkkkk enfim, eu tenho receio de ler em ingles, mas um dia enfrentarei isso, e pode apostar que seguirei suas dicas. Bjos

mandaa disse...

GFC: Mandaa Nunes

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger