segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Lista de Releituras # 03

Lista de Releituras é a nova coluna mensal do Além da Contracapa. Como o nome sugere, são livros que já lemos e temos muita vontade de ler novamente, mas que, por diversas razões, não chegaram a ser resenhados no blog

Título: Garganta Vermelha
Autor: Jo Nesbo
Sinopse: 
"As ruas de Oslo são cenário de diversas manifestações neonazistas. Ao mesmo tempo, é descoberto que uma arma antiga e rara acaba de entrar no país e que ela pode cair em mãos perigosas. Quando um soldado é encontrado com a garganta cortada, o inspetor Harry Hole e sua parceira Ellen se vêem numa caçada frenética." (Editora Record)


Ocasião da primeira leitura: 2013

Por que está na lista de releituras: A primeira leitura foi confusa.

Comentários: O primeiro livro que li de Jo Nesbo foi “A Estrela do Diabo”, e além de ter gostado muito do estilo do autor e da trama em si, fui imediatamente cativada pelo detetive Harry Hole – para mim, o ponto alto do livro. Por isso não é difícil imaginar que as minhas expectativas para “Garganta Vermelha” eram altíssimas, ainda mais sabendo que esse livro foi considerado o melhor romance norueguês de 2000, ganhou o prêmio Bokhandlerprisen, foi selecionado pelo Duncan Lawrie International Dagger, além de ter sido eleito o melhor romance policial de todos os tempos pelos leitores noruegueses.

O problema foi que eu me perdi durante a leitura. Além de a história ter dois núcleos no presente (o de Harry Hole e o do vilão) o autor usa de flashbacks dos tempos da guerra em 1942. Isso não seria problema algum se não fossem os nomes dos personagens. Para quem não está familiarizado com Jo Nesbo, o autor é norueguês e por isso os nomes que dá aos personagens são muito diferentes dos que estamos habituados a encontrar, o que pode causar estranheza. Além disso, alguns nomes são muito parecidos e essa foi a principal causa da minha confusão. Às vezes eu estava lendo sobre um personagem, mas achava que era outro e quando percebia o meu erro, tinha que reler todo o trecho.

Foram coisas assim que atrapalharam a minha leitura de uma forma que não havia acontecido com o primeiro livro que li do autor. Ao terminar “Garganta Vermelha” percebi que não me envolvi com o livro como poderia e que, vencendo os percalços do caminho, apenas entendi a história, mas não a aproveitei. Assim, é evidente que o livro entrou para a minha lista de releituras, pois apresenta uma ótima história que eu, infelizmente, naquele momento, não apreciei em sua totalidade.

8 comentários:

Realidade Caótica disse...

Tenho muita vontade de ler as obras do autor, pena que os livros são bem caros, mas futuramente pretendo ler suas obras, até mais, e uma ótima resenha.
http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

Michelli Santos Prado disse...

Olá mari!! Tudo bem??
Não conhecia o autor nem os livros que você leu e Garganta Vermelha. Mas sempre bom conhecer historias diferentes. Uma pena o livro não ter te prendido, mas as vezes isto acontece...

Julia G disse...

Oi Mari, muito legal essa ideia de fazer listas de releituras, até mesmo para conseguir se organizar e relê-los. Nunca li nada do autor - nunca nem tinha ouvido falar, para ser sincera. Mas gostei da empolgação que você descreveu a escrita dele, se gostar da resenha - quando sair - talvez eu procure para ler.

Beijos

Caline disse...

O problema da releitura é a falta de tempo. Me senti do mesmo jeito quando li a Trilogia Millenium. Eram muitos personagens, nomes confusos e parecidos. Demorei bastante pra terminar por que além de grande tinha que ficar relendo as partes pra entender.

Beijos
Caline
mundo-de-papel1.blogspot.com.br

Gabriela Cerutti Zimmermann disse...

Não conhecia esse livro, parece ótimo. Mas não estou em condições de conviver com personagens com nomes parecidos. :/

Abraço!
http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

Samuka Rodrigues disse...

HA, essa história dos nomes dos personagens me lembrou muito Silmarillion, do Tolkien, é muito difícil, pois são nomes pouco comuns e - no caso do Tolkien, pelo menos - muito semelhantes. E digressões temporais, como comentei em outra resenha, costumam atrapalhar um poucoa vida do leitor.

Adriana disse...

Adorei essa nova coluna, esse é um autor que não conheço, mas vou procurar saber mais sobre seus livros. Eu tenho a mesma dificuldade com personagens com nomes diferentes, dá vontade de renomea-los pra ficar mais facil a leitura, vários livros aconteceu isso comigo e acho que vou começar a coloca-los em uma lista de reeleitura também! Bjão!
Adriana

Nardonio disse...

Uma pena que você não se envolveu tanto assim com esse livro. Pelo menos, você gostou dele, e percebeu que esse não envolvimento foi por uma questão, talvez, de momento. Espero que nessa releitura, você consiga extrair tudo o que essa trama pode oferecer.

Seguidor: DomDom Almeida
@_Dom_Dom

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger