segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Lista de Releituras # 13

Lista de Releituras é a coluna em que falamos sobre os livros que já lemos e temos muita vontade de ler novamente, mas que, por diversas razões, não chegaram a ser resenhados no blog

Título: Amityville
Autor: Jay Anson

Sinopse: Em 1975, George e Kathleen Lutz resolveram recomeçar a vida em uma nova residência que compraram por uma pechincha. Vinte e oito dias depois, os cinco membros da família fugiram aterrorizados, deixando a maior parte de seus pertences para trás. Estranhos eventos começaram a acontecer, afetando a vida dos Lutz e indicando que uma presença maligna habitava a casa. Embora tenha sido amplamente divulgada pela mídia, em especial nos jornais e nas revistas da época, muitas vezes de maneira sensacionalista, a história da casa nunca havia sido contada com riqueza de detalhes — até Jay Anson decidir reconstruí-la e transformar seu livro de não-ficção em um dos relatos paranormais mais importantes e conhecidos de todos os tempos. (Sinopse: Darkside Books)

Ocasião da primeira leitura: por volta de 1999-2000

Por que está na Lista de Releituras? Porque “Amityville” é, até hoje, o único livro que me fez sentir medo de verdade.

Comentários: Eu tinha 12 ou 13 anos quando me aventurei (ou talvez devesse dizer “fui louca o suficiente para me encorajar”) a ler essa obra-prima do terror. Talvez tenha sido pela idade, mas “Amityville” me matou de medo na época e, tanto o livro me marcou que, ainda hoje consigo lembrar algumas das coisas sinistras que aconteceram com a família Lutz.

Quando penso em “Amityville”, lembro nitidamente de estar deitada no sofá do meu quarto e dar pulos se a cortina balançava ou mesmo se uma sombra passava pelo corredor (eu podia ser louca e corajosa de ler, mas pelo menos tinha juízo de não fazer isso com as portas fechadas). Logo eu que nunca fui do tipo medrosa e naquela época gostava de maratonar filmes de terror com as minhas amigas!

O que acontece é que “Amityville” não é uma história qualquer sobre casas assombradas. É “A” história sobre casas assombradas, já que os fatos narrados por Anson foram baseados em acontecimentos reais e recriam os 28 dias angustiantes que os Lutz permaneceram na residência. Isso, claro, intensifica ainda mais o poder da leitura. 

“Amityville” foi um livro que me marcou e é sempre o primeiro nome que vem a minha cabeça quando o assunto é literatura de terror ou casas assombradas. Por tudo isso, sempre tive curiosidade de fazer uma releitura, agora com olhos adultos. Será que eu sentiria o mesmo medo? Será que a história teria o mesmo efeito? Quando a Darkside anunciou o lançamento, ele definitivamente conquistou o seu lugar na minha lista de releituras (para ler com muitas luzes acesas e em dias ensolarados).

21 comentários:

Marília Leocádio disse...

Estou muito triste por não ler o livro ainda, porque essa histórias eu curto muito como você disse desde o começo já conquistou seu lugar na lista de leitura o meu foi na cabeça e no coração rsrs ainda vou ler ele vai ser em breve.
Abraços!!

Luiza Helena Vieira disse...

Oi, Mari!
Menina, acho que o mais próximo de me dar medo foi O Iluminado. Passei uma semana sonhando com esse livro.
O filme eu sou bem medrosa pra assistir, mas com certeza quero ler esse livro.
Beijos
Balaio de Babados
Participe da promoção 5 Anos de Além da Contracapa
Participe do sorteio Halloween Literário

Teca Machado disse...

Mari, eu morrooooooooooooo de medo desse livro!
HAHAHAHAHA
Não encaro porque, como diz minha prima, sou a maior Maria Pesadelos.
E se você ficou com medo, acredito que eu vou basicamente me borrar, hahahaha.
Não li e nem vou reler, hahaha.
:P

Beijoooos

www.casosacasoselivros.com

Gabriela CZ disse...

Confesso não ser fã de filmes de terror mas me arrisco nas leituras do gênero. Quando vi que a DarkSide ia relançar Amityville fiquei com muita vontade de ler, Mari. Mas depois seus comentários acho que vou me preparar melhor psicologicamente. [rs] Ótimo post.

Beijos!

-Lunii † disse...

Olá, tudo bom?
Eu nunca li um livro de terror que realmente me assustasse, mas acho que entendo o motivo dele estar nessa lista de releituras. Apesar de ter muita vontade de reler alguns livros, eu acabo abandonando, odeio repetir algo. Acredito eu que estaria perdendo tempo, quando poderia estar lendo outros livros.
Sessão Proibida

RUDYNALVA disse...

Mari!
É uma boa escolha para releitura.
Para mim o maior terror do livro é justamente saber que aconteceu de verdade, em uma casa e com uma família.
Se nós que lemos ficamos aterrorizados, imagine quem viveu a história real? Uiii! Cruzes!
“A simplicidade representa o último degrau da sabedoria.” (Arthur Schopenhauer)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

Cristiane Dornelas disse...

Coragem pra ler eu nem tenho, porque esse mete medo mesmo. Com essa coisa de história real no meio? E você vendo onde é o tal lugar? Não chego nem perto de ler! Ia ficar me borrando depois. Talvez daqui alguns anos...
Mas essa edição está muito bonita e pra quem tem coragem deve ser bom conferir. Boa releitura aí se for fazer mesmo.

Ariane Reis. disse...

Oie Mari =)

Estou vendo mesmo todo mundo falar desse livro, mas não sabia que ele era um relançamento. E bem se faz ficar com medo, você já sabe que eu passo longe rs...

Beijos;***

Ane Reis.
mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
@mydearlibrary

Elidiane Ferreira disse...

Oi, Mari! :)
Ainda não conhecia o livro, e confesso que não costumo ler livros desse gênero, mas assim que me aventurar nos livros de terror vou colocar esse na minha listinha de livros para ler.

Beijos,
Eli - Leitura Entre Amigas
http://www.leituraentreamigas.com.br/

O Que Tem Na Nossa Estante disse...

Oi Mari, tudo bem?

Eu repassei o livro para uma colaboradora porque morro de medo só de ler a história de “Amityville”. É chocante! Mas a edição da Dark é tão boa que até dá vontade de encarar o medo rsrs

Bjs, Mi

O que tem na nossa estante

Caverna Literária disse...

Siiim, é exatamente isso! Amytiville é A história das casas assombradas, o resto é tudo fichinha perto dela hahaha. Só em ler sobre o caso no livro Invocadores do Mal eu tremi toda, e olha que adoro obras de terror. Quero muito ler a edição nova da Darkside, deve ser uma leitura sensacional *e de muitos arrepios kkkk*

xx Carol
http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

Tony Lucas disse...

Oi, Mari! Tudo bem? Menina, você é muito corajosa, viu? Primeiro por ter lido um livro tão assustador (fiquei com medo já no "baseados em fatos reais") quando era bem novinha e segundo por querer ler o livro de novo. Eu ia querer distância dele se fosse você! rs

Abraço

https://tonylucasblog.blogspot.com.br/

Leitoras Vorazes disse...

Gente, quero tanto ler T.T acho que vou trapacear na ordem dos livros e ler esse! Será que o lançamento da darkside é o mesmo, só relançamento ou terão alterações? hmmm fiquei na dúvida! Enfim, ótima postagem, adorei suas impressões!

http://www.leitorasvorazes.com.br/

Patricia Jabour disse...

Só de olhar a capa já fico com medo :'( Tenho muita resistência para ler algo de terror, porque fico impressionada MUITO FÁCIL E RÁPIDO, então evito ao máximo kkk Mas é bom quando a gente tem um livro que marca e vira referência né? Tem um filme com esse nome, não tem? Acho que já vi um com nome semelhante, mas não consigo me recordar ao certo :/

Beijos!!
metamorfoseliteraria.blogspot.com.br

Adriana Holanda Tavares disse...

Eita! Nem sabia da existência do livro, apenas daquele filme antiguinho. Menina que capa linda, e você ler um livro desses com 12 ou 13 anos foi muito corajoso, eu nunca teria coragem! kkkk, mas hoje acho que eu já leria com a maior facilidade!

Carolina Garcia disse...

Oi, Mari!!

Eu só posso imaginar o medo! Eu com certeza ficaria igual.

Recentemente li um livro do casal Warren que visitou a casa dos Lutz logo depois que eles fugiram e a Lorraine (que é a médium) entrou em um quarto e disse que "aquela era o mais perto do inferno que gostaria de chegar". Fiquei arrepiada com ela descrevendo o que viu e sentiu na casa.

Só posso imaginar o que esse casal passou porque os Warren narraram apenas alguns dos episódios que eles viveram na casa no livro. Já fiquei apavorada. E até tive pesadelos com pessoas possuídas. Hahahaha

Mas com certeza leria esse livro também. Talvez só uma vez, mas leria sim.

Bjs

http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

Márcia Saltão disse...

Olá!
Essa capa está fantástica! DarkSide sempre arrasando!Sim, sou medrosa para filmes e livros, mas também sou curiosa e por isso, pretendo ler! Sei que será uma leitura pesada e difícil, mas quero tentar.
Como não querer esse livro na estante? Amo DarkSide e esse gênero é especial.
Adorei sua resenha. Beijos.

Eduarda Rozemberg disse...

Acho que você deveria sim se aventurar em uma nova leitura, e poderia sim resenhar aqui no blog a sua nova experiência, é sempre legal comparar. Nao sou muito chegada em terror, mas esse é um dos livros que eu gostaria de conhecer.
Um abraço!

http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

Stephany Santim disse...

PRECISO DESSE LIVRO AGORA!!!! Essa edição da Darkside sempre me chamou a atenção mas confesso que nunca procurei saber sobre o assunto em si. Agora, só de ler sobre a sua experiencia já estou com um friozinho na barriga!

Fernanda Mendonça disse...

Oi!!! Me vi nesse seu post hahahaha Eu tbm li mais ou menos com essa idade e passei pelas mesmascoisas...E ele tbm é sinonimo de literatura de terror, muito mais que o King, por exemplo, por ter sido o primeiro livro que realmente me assustou (tirando O Fantástico Homem do Metro que eu decidi ler numa noite ventosa em uma fazenda hahahahaha).

Ana I. J. Mercury disse...

Ai Marie, te marcou tanto que mesmo eu não lendo quase nada de terror fiquei com muita vontade de lê-lo!!!
Aiiiiii mas não sei, não hein! SOu medrosa!
VOu anotar aqui!! E quem sabe ler em breve =)
bjs e boa releitura kk

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger