segunda-feira, 23 de outubro de 2017

RESENHA: Garotos de Lugar Nenhum

Garotos de Lugar Nenhum / Nowhere Boys / Elise McCredieRealidades paralelas sempre causam fascínio e rendem ótimos cenários para o desenvolvimento de conflitos. Foi isso que me atraiu em “Garotos de Lugar Nenhum", livro baseado na série australiana "Nowhere Boys".

E se você saísse para um passeio e, quando voltasse, ninguém lembrasse de você? Nem seus amigos, nem seus pais? E se você voltasse e a vida estivesse completamente diferente e as únicas pessoas que conhecem a mesma realidade que você fossem as que agora passam pela mesma situação, justamente porque estavam com você? Como se adaptar? Como fazer com que tudo volte a ser como antes? Esse é o dilema em que se encontram Felix, Andy, Jake e Sam após um passeio escolar.

Nem é preciso dizer que a premissa oferece inúmeras possibilidades. Afinal, se tudo que você conhece não é mais como você conhece, você já não se encaixa na sua própria vida porque ela não existe mais. Todos os problemas que você tinha encontram novas soluções, sem que você tenha feito parte delas, mas novos problemas surgem no lugar. E é com isso que os meninos se deparam quando voltam do passeio. O pai irresponsável é agora um policial sério. O irmão deficiente físico nunca sofreu o acidente que o deixou assim. Os pais que não vivem um bom casamento nunca chegaram a se casar. Mas para os meninos, nada disso é real.

“Não podia abrir aquela porta e entrar em casa como fazia todos os dias da sua vida. Não pertencia mais aquele lugar. Pensou nos outros caras. Estariam sentindo a mesma coisa? Desejando entrar desesperadamente por uma porta que já não podiam mais abrir?” (McCREDIE, 2017, p. 62)

Narrado em terceira pessoa, alternando entre os pontos de vista de Jake, Felix, Andy e Sam, "Meninos de Lugar Nenhum" tem uma narrativa fluida e faz uma mescla de aventura, suspense e fantasia.

Meu problema, porém, foi que não consegui me conectar com os personagens. De alguma forma, nada daquilo parecia real e eu me senti lendo um livro no qual as páginas centrais não desenvolviam uma história e sim me separavam da página final, onde exatamente o que eu previa iria acontecer (e não é difícil imaginar qual é o desfecho). Talvez essa impressão de irrealidade venha do fato de que os próprios protagonistas não conseguem acreditar que aquilo é verdadeiro, então é possível que seja proposital, mas para mim gerou um distanciamento.

Há também uma falta de aprofundamento dos personagens que talvez venha do fato de que a autora não os criou e sim se baseou neles para escrever o livro (a série foi criada por Tony Ayres). Eu não conheço a série, então não sei o quanto ela avança em relação ao livro, mas da forma como a trama é conduzida me parece que o livro é uma versão mais rápida e superficial do que deve ser a trama original (que conta com três temporadas, até o momento).

O que fica de "Garotos de Lugar Nenhum" é que, não importa a bagagem que ela traga e o quão pesada possa ser de carregar, a realidade verdadeira é sempre melhor que qualquer alternativa. Uma boa ideia, pouco aproveitada.

Título: Garotos de Lugar Nenhum
Autora: Elise McDredie
N° de páginas: 295
Editora: Rocco

Compre: Amazon - Saraiva - Submarino
Gostou da resenha? Então compre o livro pelos links acima. Assim você ajuda o Além da Contracapa com uma pequena comissão.

13 comentários:

Nicole Longhi disse...

Havia ouvido falar sobre a série, mas ainda não assisti.
Uma pena que a autora tenha tido uma ideia tão boa nas mãos e não soube aproveita-la, pois a premissa é realmente incrível e podia ter construído grandes personagens.
Realmente é muito ruim quando não conseguimos nos ligar aos personagens, torna a leitura arrastada.

beijos

Renata Leite e Isadora Klauck disse...

Olá!
Eu gostei da premissa, achei a ideia interessante e nunca li algo do gênero. Uma pena você não ter gostado e não ter se sentido conectada à história :/

Beijos,
Meise.
Viciadas em Livros

Mariele Antonello disse...

Não costumo muito ler livros com realidades paralelas, e isto acabou me deixando curiosa para conferir a história deste livro; Uma pena você não ter conseguido se conectar com os personagens, e que houve uma falta de aprofundamento dos personagens, acho que teria alguns pontos deste livro que me incomodariam na leitura, mas quem sabe futuramente eu venha a ler Garotos de Lugar Nenhum.

Gabriela CZ disse...

Estava até me empolgando com a premissa, Mari. Uma pena que a autora não soube aproveitar bem a ideia e criou algo pouco crível. Por outro lado, fiquei curiosa para conferir a série que lhe deu origem. Enfim, Ótima resenha.

Beijos!

RUDYNALVA disse...

Mari!
Gosto de livros de fantasia no estilo, onde tem outras dimensões e os personagens podem confrontar sua vida antiga com o novo lugr em que estão, gosto também de todo o vlima de mistério que permea a trama.
Pena que algumas questões ficaram sem resposta, mas pelo jeito, teremos mesmo um novo volume.
Semaninha de muita luz e paz!
“Todo o nosso saber se reduz a isto: renunciar à nossa existência para podermos existir.” (Johann Goethe)
Cheirinhos
Rudy
TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

Paula disse...

Uma pena o livro não ter personagens cativantes, daqueles que a gente logo de cara se identifica e torce por eles. Mas, enfim, eu gostei da resenha, ficção é um gênero interessante dá pra refletir muito sobre. O que esse livro me soou foi como mais um extra pra ter um pouco mais ou de menos da série. Bela resenha,
Um beijo
Paulinha S

Tamires Marins disse...

Oi, Mari

Que pena que você não conseguiu se conectar com os personagens. Eu li um livro assim recentemente e até comentei isso na resenha. Acho que esse é um doa piores problemas que um leitor pode ter com uma narrativa.
Eu não conhecia o livro em questão, nem ao menos sabia que havia uma serie.
Achei a proposta bacana e eu daria uma chance apesar das suas ressalvas, mas no momento tenho que dar prioridade aos que já estão por aqui.

Beijos
- Tami
http://www.meuepilogo.com

TH BEAUTY BLOG disse...

Ainda não conhecia mas parece legal.

Amei o post e já estou seguindo seu cantinho ♥️


BLOG | INSTAGRAM | CANAL |


------- promoção para blogueiras --------
Seu blog com a aparência profissional e moderna, com um precinho camarada! Além de mídia kit, capas para redes sociais, Vinheta para YouTube e uma logomarca só sua. Venha nos conhecer!!
📣 INSTAGRAM: @CONCEITONAWEB conceitodesenvolvimentoweb@gmail.com

Monique Fonseca. disse...

Nossa a ideia do livro é muito legal pena que a autora não soube explorá-la se soubesse,Garotos de Lugar Nenhum seria o livro.Talvez eu leia mais pela ideia mesmo.

https://euhumanaefinita.blogspot.com.br

O Que Tem Na Nossa Estante disse...

Oi Mari, tudo bem? A ideia é boa, mas que pena que não foi bem explorada, com tantas opções atualmente no mercado, nem vou me dar ao trabalho de conferir, confesso hehehehehe

Bjs, Mi

O que tem na nossa estante

Karol Nascimento disse...

Oiii....
Bem a ideia inicial parece ser incrível mas me desanimei pois vc falou o livro não explora muito o assunto...tambem nunca ouvi falar da série mas parece ser boa...tambem não sei se gosto de a narração ser em terceira pessoa...bom fica no ar se irei ler ou não...
Bjs

Marta Izabel disse...

Oi, Mari!!
Também achei a ideia do autor bem bacana e como sou bastante fã de livros de fantasia, fiquei bem entusiasmada com essa estória. Mas que pena que para você a estória não foi tão bacana assim, mesmo assim fica essa indicação de livro de fantasia.
Bjos

Ana I. J. Mercury disse...

É, Mari, acho que não vou querer lê-lo não.
Achei bem confuso e sem muito sentido, sem uma mensagem forte de boa reflexão.
bjs

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger