terça-feira, 17 de abril de 2018

RESENHA: Encarcerados

Encarcerados John Scalzi
Desde que li Guerra do Velho, me tornei fã incondicional de John Scalzi e estava extremamente curioso para conferir Encarcerados, uma promissora mescla de ficção científica e policial. 

A Síndrome de Haden matou mais de 400 milhões de pessoas e os sobreviventes precisaram lidar com uma terrível sequela: o encarceramento, ou seja, suas mentes saudáveis ficaram presas em corpos incapazes de se movimentar. A situação é contornada pela tecnologia, que permite que os hadens transfiram suas consciências para corpos robóticos e assim possam viver em sociedade. É neste contexto que conhecemos o haden Cris Shane que, em seu primeiro dia de trabalho no FBI, começa a investigar o assassinato de um homem em um quarto de hotel em Washington.

Como esperado de Scalzi, a narrativa é extremamente fluída e envolvente. Em poucas páginas o leitor já está completamente fascinado por este novo mundo e suas infinitas possibilidades. Aliás, é impossível não se impressionar com a originalidade do pano de fundo criado pelo autor. 

Outros dois aspectos também se destacaram. O primeiro deles é o bom humor presente na narrativa, que em diversos momentos me fez rir alto. O segundo é a quantidade de reflexões que a estória provoca, tais como identidade, evolução e os limites entre a moral e a tecnologia.

"— Estamos trabalhando em pesquisas para desencarcerar os acometidos pela Haden. [...]. Para libertar os corpos e trazê-los de volta ...
— Trazer-nos de volta de quê, exatamente? — questionou Hubbard. — De uma comunidade de 5 milhões de pessoas nos Estados Unidos e 40 milhões em todo o mundo? De uma cultura emergente que interage com o mundo físico, mas é independente dele, com preocupações, interesses e economia próprios? Você tem ciência de que um grande número de haddens não tem lembrança nenhuma do mundo físico?"(SCALZI, 2018, p. 96)

O protagonista é extremamente cativante, sendo um excelente condutor da estória. É através de seu olhar que entendemos o funcionamento deste universo, bem como acompanhamos a evolução da investigação policial e seus desdobramentos. 

A estória de Scalzi é um típico “whodunit”, ou seja, o livro gira em torno de descobrir quem é o responsável pelo assassinato. Apesar da identidade do assassino não ter me surpreendido, fiquei impressionado com a forma como a trama foi construída e amarrada. Além disso, saliento que o autor preferiu manter a verossimilhança do que forçar reviravoltas na estória apenas para surpreender o leitor. 

Encerro afirmando que John Scalzi partiu de um conceito interessantíssimo, mas também acertou em cheio no desenvolvimento da estória. Encarcerados é uma mistura bem sucedida de ficção científica e policial, que me prendeu do início ao fim e que provou que Scalzi é um dos autores mais criativos e originais da atualidade.  

Após encerrada a leitura, obviamente fiquei com um gostinho de quero mais e para minha alegria descobri que há uma continuação (Head On, lançado este mês nos Estados Unidos). Mas fique tranquilo, pois a estória de Encarcerados tem início, meio e fim, não ficando ganchos para o segundo livro. Na verdade, creio que as estórias dos livros serão independentes entre si, apenas dividindo o mesmo contexto e protagonista. 

Título: Encarcerados
Autor: John Scalzi
N.º de páginas: 326
Editora: Aleph
Exemplar cedido pela editora

Compre: Amazon
Gostou da resenha? Então compre o livro pelo link acima. Assim você ajuda o Além da Contracapa com uma pequena comissão.

10 comentários:

Gabriela CZ disse...

Que interessante, Alê. Estava curiosa, mas com seus comentários realmente fiquei querendo ler. Ficção científica com policial? É pra mim! Ótima resenha.

Beijos!

Ludyanne Carvalho disse...

Esse é um gênero que não me atrai, e confesso que nem a história me chamou atenção.
Mas parece uma ótima leitura para quem gosta do gênero.

Beijos

Leitoras Vorazes disse...

Que livro diferente! Amei essa distopia e realmente fiquei interessada na leitura, a história é totalmente nova e inovadora e deve ser uma aventura incrível de se ler! Ótima resenha!

http://www.leitorasvorazes.com.br/

Karina Rocha disse...

O livro traz uma ótima premissa, gosto quando há elementos de ficção com suspense!! Fiquei curiosa quanto ao encarceramento das pessoas e sobre o assassinato que está sendo investigado!!

Sora Seishin disse...

Oi Alê!
Ainda não li nenhum livro do autor... Mas se tem ficção científica e policial, dois gêneros que eu adoro, não pode dar errado.

Beijos,
Sora | Meu Jardim de Livros

Nicole Longhi disse...

Não acredito que não conhecia este autor ainda!
Eu adorei a premissa do livro, parece ser algo realmente inteligente e muito elaborado.
Os autores sempre me ganham quando conseguem usar de uma forma brilhante o bom humor na trama.

beijinhos
She is a Bookaholic

Thalita Branco disse...

Olá Alê!
Não tinha dado muita atenção ao livro, mas agora fiquei bastante curiosa e vou providenciar para ler! Gostei de saber que ele tem começo, meio e fim próprios. As vezes desanimo em saber que um livro tem inúmeras continuações.
Bjs

EntreLinhas Fantásticas

RUDYNALVA disse...

Alê!
Pelo visto o livro é fenomenal, tem um enredo mais que interessante e o autor foi um gênio em criar uma fantasia policial bem elaborada e uma ficção crivel, afinal, logo, logo isso poderá acontecer na vida real, não duvide...
Bom final de semana!
“Os piores estranhos são aqueles que vivem na mesma casa e fingem que se conhecem. Conversam banalidades, mas nunca o essencial.” (Augusto Cury)
cheirinhos
Rudy
TOP COMENTARISTA ABRIL – ANIVERSÁRIO DO BLOG: 5 livros + vários kits, 7 ganhadores, participem!
BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

Ana I. J. Mercury disse...

Eu não conhecia, mas achei bem interesse e completamente diferente do que estou acostumada a ler.
Mas, como quero ler mais ficção científica esse ano, acho que esse será um ótimo livro do gênero.
Anotado aqui!
bjs

Catarina Pinheiro disse...

Oi Ale!
Adoro quando o autor nos prende já no inicio da história e nos deixa assim até o final, com uma leitura fluida e cativante.
Além disso bons personagens, e uma dose de reflexões com certeza são receitas para o sucesso. Acredito que é uma ótima obra.

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger